9 de out de 2008

64º dia - Completamente controlada, feliz e 13KG a menos nos meus 157cm!

Depois de 54 dias de afastamento do meu blog... Cá estou!
Podem acreditar piamente no que afirmo: Já são nada mais nada menos que 13 Kilogramas a menos no meu bendito corpo de 1 metro e 57 centímetros.
Pode parecer um tanto inacreditável e pode até mesmo soar como conto da carochinha eu dizer que não tenho mais problema nenhum com a comida, nem eu acredito nisso também... mas é verdade! Me servir com moderação e só os meus "pastos" e lights já virou hábito comum.
Na ansiedade, perco a fome.
Esses dias nem comi tudo o que tinha me servido (considere que a minha porção é sempre a mesma, sempre) faltou estômago para aquele caminhão todo.
Vez que outra me permito um exagero, uma coisinha doce e esses dias comi macarrão (quase morri de tanto peso dentro de mim, mas comi... coisa bem bouuuaaaa!!!). Riam da gorda metida a magra: sim, passo mal se como demais ou se como algo muito pesado. Esses dias fiquei caminhando como grávida no centro da cidade porque comi num restaurante natural e me passei na porção do arroz (e acabei comendo uns trequinhos lights a mais também, o que acabou me tomando espaço dentro da pança). Isso me deixa feliz... em outros tempos comeria o restaurante, pois aquela comidinha lightzinha não me sustentaria. Nem o resto da dispensa do tal estabelecimento.
Bom, o IMC caiu loucamente. Já estou em 37.2 o que, de acordo com o sitezinho aquele que indiquei, significa que saí da obesidade mórbida pra obesidade moderada há muito tempo!!!
Ontem comprei uma roupitcha (morrendo de medo de me desiludir)... mas o resultado foi tão positivo quanto a minha entrada naquele casaco fenomenal que ganhei da Aninha! Bati o olho numa blusinha lilás G e faleci! Mas a cabeça positiva que Papai do Céu me deu com tanto amor me disse: Não entra nem com ziriguidum!!! Mandei a cabeça positiva às favas e comprei a bendita blusa lilás G. Saí da loja sem tentar vestí-la. De quebra comprei mais umas coisitas que poderiam jamais entrar no meu corpo e eu ter que jogar o dinheiro fora e doar pra um corpo mais decente que o meu seria uma necessidade.
Cheguei no serviço sem me agüentar e corri no banheiro, histérica e ansiosa. Já tinha me pesado (antes de comprar a blusa) e a balança foi minha amiga: 92.700! Só faltava entrar na blusa sem que a costura se estalasse inteira...
Fui... tirei a minha blusa com medo. Tava até afim de desistir da tal prova... mas fui, tinha uma amiga minha esperando tão ansiosa quanto eu (ela sabe quem é e sabe o quanto amo ela, nem preciso comentários maiores, né Diva???). Beleza. Só de calças e sutiã... vamos à blusa que é tão linda e matavilhosa e minúscula. Entrou na cabeça... vamos aos braços. Ai! Passou um bem, passou o outro. Ah, esse G é fake! Vamu vê! Passou legal no silicone made in barriga da mamis e deslizou... SIM! A BLUSA G MINÚSCULA DESLIZOU NO MEU CORPO IMENSO!!!! COISA BEM BOOOUUUAAAA!!! Não estalou, não esgarçou, não descosturou nem nada que um gordo consegue fazer numa peça de roupa menor que ele. Só eu sei o que foi bom aquilo! Fogos de artifício pra mim.
Tô com a blusa linda maravilhosa aqui hoje, no meu corpo... lindésima, soltinha, um xuxu!
Espero conseguir voltar aqui mais vezes! A vida anda meio caótica e acaba me tirando um pouco o gosto pelas coisas que mais amo: meus rabiscados.
Pelo menos estou deixando notícias a vocês que me acompanham e me pedem updates: são vinte e uma horas e três minutos do dia nove de outubro de dois mil e oito, sexagésimo quarto dia de reeducação e abstinência alimentar (que deixa de ser martírio dia a dia) noventa e dois quilos e setecentos gramas, uma blusa G, trinta e dois vírgula sete de IMC e uma obesa muito feliz.

Nenhum comentário: